Marco Pigossi: 'Entre parafusos, livros, pneus e roteiros, sigo carregando um largo e incompreensível sorriso'


RIO - Acelera, troca de marcha, curva a 300 metros, outra a 500 metros, reduz a marcha, olha que vista, buraco, curva a cem metros, troca a marcha, que lugar lindo...
Uma estrada, você, a moto, e nada mais.

É mais ou menos isso que acontece quando se está em cima de uma moto. Aquelas horas ou minutos que passamos e temos a liberdade de não pensar. Não se tem tempo para autorreflexões, críticas, elogios, planos de um futuro perfeito, celular ou internet, e não podemos levar o stress junto, pois a bagagem é reduzida e em algum momento você vai perceber que ele ficou no caminho. O futuro é ali na frente e que assim seja para sua própria sobrevivência.

Refletindo sobre minha própria história e como tudo começou, arrisco ir um pouquinho além. Acredito ainda que a moto teve grande influência na escolha da minha profissão. Ator. Explico: depois de um hobby como este, que outra profissão eu poderia escolher!? Que outra profissão existe que é uma eterna aventura, que não se repete nunca, que não é feita por obrigação mas por simples prazer e amor, que se brinca o tempo todo, que assim como a moto usa de meios alternativos, caminhos diferentes e inexplorados para se chegar a algum lugar, que é instigante e caótica ao mesmo tempo, inconstante e firme, bela e vulgar, perigosa e inofensiva?

Se aventurar na vida artística através de Rilke é como fazer aulas de direção. Você pode até fazer depois de velho, mas é quando jovem que tudo irá fazer mais sentido e você terá mais tempo de entender que nem sempre o jovem poeta está errado e que algumas coisas, diferente do que seu professor de direção ensinou, são mais práticas. Passeamos por Grotowsky, Stanislavski e Meyerhold entendendo que eles são fundamentais, assim como aquela moto enorme que tínhamos no pôster na parede do quarto quando crianças, mas às vezes percebemos que o verdureiro ou o padeiro do seu bairro podem ser mais valiosos para a construção de um personagem. Do mesmo jeito que uma pequena scooter pode se sair melhor num trânsito caótico de cidade grande. Buscamos Euclides da Cunha e o Grande Guimarães e seus sertões para se chegar a algo que se aproxime de um Chicó de Ariano Suassuna, não pegamos o caminho mais fácil e óbvio. Enlouquecemos no processo de ensaios e na criação. Mergulhamos, arriscamos estradas que não conhecemos e não sabemos aonde ela nos levará, não importa! O caminho é sempre mais gostoso que chegar. Chegar é o fim, e você não quer que acabe.
Entre motociclistas, independente da moto que tenha ou para onde vai, se usa couro ou poliéster, há uma solidariedade, ou mais, uma relação de fraternidade. Quando se cruzam em estradas, se cumprimentam, se ajudam e trocam dicas e informações. São as mais variadas tribos, e temos a impressão de que todos em algum momento de suas vidas cruzaram com Nelson Rodrigues, e eliminaram todo e qualquer tipo de preconceito, aceitando a vida como ela é.

E no meio desse caos em que vivemos, continuo sabendo que tenho não exatamente aonde ir, mas por onde ir. Entre parafusos, livros, pneus e roteiros, sigo carregando um largo e incompreensível sorriso no rosto, por ter escolhido a moto e o teatro como estilo de vida.

Marco Pigossi é protagonista da novela "Boogie Oogie" e o colunista convidado deste domingo da Revista GLOBO

Fonte: O Globo.

Marco Pigossi e mais famosos vão à feira de beleza


O segundo dia da Beauty Fair, feira de beleza que acontece no Expo Center Norte, em São Paulo, recebeu diversos famosos, que causaram furor diante dos fãs nos corredores do complexo, na tarde de domingo (7).
Entre os famosos que marcaram presença no evento, que chega à sua 10ª edição, estavam Sabrina Sato; o protagonista de Boogie OoogieMarco PigossiRômulo Neto; a ex-BBB Cacau Colucci; a cantora Manu Gavassi e a atriz Fiorella Mattheis.



Isis Valverde grava na praia com Marco Pigossi


Isis Valverde gravou cenas da novela "Boogie oogie" nesta quinta-feira, 4, com Marco Pigossi na praia do Recreio, no Rio de Janeiro. Eles caminharam à beira-mar e trocaram beijos apaixonados para o par romântico Rafael e Sandra que vivem na trama exibida às 18h. 




















Fonte: EGO.

Bianca Bin faz palhaçada e Marco Pigossi brinca: 'Ela não está bem hoje'

"Entrega! É para o público conhecer quem é este rapaz", disse Bianca Bin para o Vídeo Show sobre o companheiro de cena em Boogie Oogie, Marco Pigossi. A atriz fez piada ao ganhar um morango do parceiro com quem vive um triângulo amoroso no folhetim: "Vê se ele faz isso para outra!". Mas logo fingiu estar revoltada ao descobrir que a repórter do programa também foi brindada com uma fruta: "Vem cá, por que você deu morango para ela"?
Marcela Monteiro foi até o Museu Aeroespacial encontrar a equipe da novela, que está sempre gravando por lá cenas do personagem Rafael. "Eu vou armar uma barraquinha e dormir aqui", brincou Pigossi. O clima de descontração nos bastidores da trama mostrou que a sintonia entre os atores está em alta.
Entre gargalhadas, o ator comentou as brincadeiras da companheira: "Bianca Bin não está bem hoje". Ainda rindo muito, Bianca fez um convite para que todos acompanhem a novela e se atrapalhou na hora de falar o nome de Pigossi. "Acompanhem Boogie Oogie, a novela está incrível, tem o gato do... como é mesmo seu nome?", perguntou ela. "Bigode, Marco Bigode", rebateu o ator.
Para conferir o vídeo clique aqui.
Fonte: Gshow.

Que turma! Marco Pigossi, Fernanda Paes Leme e mais jantam juntos


Marco PigossiFernanda Paes Leme e mais famosos jantaram juntos na noite desta segunda-feira, 1º. Rafael ZuluJuliana KnustThiaguinhoFernanda SouzaSamara Felippo e Camila Rodrigues também estiveram em um restaurante no Rio.

Na noite anterior, Fernanda Souza posou com o noivo, Thiaguinho, em bastidores de show no Rio.

Fonte: EGO.

Louco por motos, Marco Pigossi relembra viagem de 36 dias que fez com o pai


RIO - Marco Pigossi ainda era um pré-adolescente quanto ganhou sua primeira moto, numa noite de Natal. Imediamente, a paixão que era do pai passou para o filho. Hoje, o veículo representa momentos de encontro entre os dois.

- É um momento nosso, sabe? Muitas vezes eu saio do Rio e ele de São Paulo e vamos até Penedo, no meio do caminho, apenas para almoçar - conta o ator, protagonista de "Boogie Oogie", afirmando que usa sua moto apenas como hobby. - Se não, deixa de ser um prazer para se tornar um meio de transporte perigoso. Quando saio de moto, não gosto de ter horário.

No início do ano, Pigossi e o pai fizeram uma viagem de 36 dias pela América do Sul. Foram até o Ushuaia. Já planejam outra, nas próximas férias. Em cada moto, duas malas de 30 litros laterais e uma de 45 litros na traseira.

- Meu pai é um gênio da programação. Sabe tudo, por onde ir, onde ficar, como estará o tempo, a condição de cada estrada... eu aprendi muito de planejamento com ele - elogia o ator, que diz aprender uma lição a cada viagem deste tipo. - Encontrei gente vindo do Canadá, de moto, um casal vindo de bicicleta da Espanha com dois filhos... tem uma galera tão livre que faz a gente pensar em como vivemos presos.


Fonte: O Globo.